quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Representantes de sindicato de São Gonçalo participam de reunião no SOERN


Na tarde desta terça-feira,27, o SOERN se reuniu com sua representante de São Gonçalo, para uma reunião conjunto com representante do SindSaúde do município. O encontro teve como objetivo tratar questões como Ponto Eletrônico e PCCR.

SOERN lamenta veto de R$ 400 mil a saúde do município de Natal



Lamentamos o veto do senhor prefeito do município de Natal à emenda que garantia o incremento de R$ 400 mil destinados a saúde.

Num momento em que  se verifica o sucateamento de prédios e equipamentos na odontologia do município, um veto desta dimensão causa espanto e antipatia por parte da classe trabalhadora da odontologia, de suas entidades representativas e da população em geral, que seria a mais beneficiada.
 


CEO recebe aumento de 100%

Uma luta do SOERN, portanto conquista do Sindicato, o aumento no valor da gratificação do CEO em 100%, retroativo a dezembro, já disponível no contracheque de janeiro.

SOERN participa da Colação de Grau da turma de Odontologia

O Secretário Geral do SOERN, Humberto Dantas, estará nesta quinta-feira,29, representando o Sindicato na cerimônia de colação de grau da turma de Odontologia da Universidade Potiguar 2014.2,  que acontece no Boulevard Recepções.

RESULTADO DA REUNIÃO DO SOERN COM O SINDSAÚDE


1 – Participação no seminário, promovido pelo Sindsaúde  SGA, dia 06/02/2015 no teatro Poti Cavalcante (SGA-RN) pela manhã discussão  do pccs.
 

2 – Ofício conjunto, dos dois sindicatos, pedindo audiência com o Sec. de saúde e a promotoria do ministério publico municipal.

Pauta:

- ponto eletrônico

- Pccs

- Criação da mesa de negociação

 

3 – Também ficou acordado um seminário abordando o Pccs criado em conjunto, pelos dois sindicatos, para o mês de março de 2015.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

SOERN luta por um salário regionalizado para a categoria

A diretoria do Sindicato dos Odontologistas do Rio Grade do Norte (SOERN/RN) esteve em reunião hoje à tarde, em sua sede, com o Supervisor Técnico do Departamento Intersindical  de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), Melquisedec Moreira.  Durante o encontro, o presidente do SOERN, Ivan Tavares e demais membros da diretoria do sindicato, discutiram a possibilidade de conseguir um salário para a categoria, oficial e regionalizado. Outra questão que foi exposta para o supervisor do DIEESE, Melquisedec foi a Lei 2750/2011 que fixa o piso salarial nacional dos cirurgiões dentistas e médicos em R$9.000,00 (nove mil Reais) mensais para uma jornada semanal de vinte horas de trabalho.







terça-feira, 13 de janeiro de 2015

OFICIO SOERN - No 001/2015



OFÍCIO SOERN Nº 001/2015                                                 Natal/RN, 08 de Janeiro de 2015.
           

Ilmo. Sr. Dr.

Gláucio de Morais e Silva

M.D. Presidente do Conselho Regional de Odontologia do RN – Cro/RN



            Dirigimo-nos a V.S.ª na qualidade de presidente do CRO/RN, para indagar a respeito das decisões tomadas pela SESAP/RN,     quanto à lotação de profissionais Cirurgiões Dentistas nas UTI´s dos hospitais vinculados a essa secretaria.

            Conforme é sabido, em função da lei 5.081, que normatiza nossa profissão no Brasil, o concluinte de odontologia, inscrito no CRO, portanto, o Cirurgião Dentista, poderá exercer qualquer das 19 especialidades elencadas no rol das que são reconhecidas pelo Conselho Federal de Odontologia – CFO. Todavia, tomando como base à Cirurgia Bucomaxilofacial, a atuação na alta complexidade hospitalar, considerando-se o atual estágio de complexidade multiprofissional, requer o serviço de profissionais treinados especificamente, que tenham cumprido normas curriculares de residências, patrocinadas pelo MEC nos hospitais universitários Brasileiros. Citamos como exemplo, o treinamento oferecido pelo HUOL, com 8.400 horas de duração. Isso reflete o grau de responsabilidade requerido nesta instância de atuação, e, ao mesmo tempo, a prudência e o cuidado que têm as entidades para com a formação dos profissionais que estarão ligados a esta área.

            Segundo a visão do nosso Sindicato Regional, os profissionais que atuam nas UTI´s, seguindo a recomendação expressa do Colégio Brasileiro de Odontologia Hospitalar, órgão consultivo do Conselho Federal de Odontologia – CFO, devem ter formação condizente com esse nível de responsabilidade. Dentro dessa visão, todos os esforços possíveis foram envidados para que um grupo de Cirurgiões Dentistas recebessem em nosso estado essa formação, o que se evidenciou através de curso específico de Odontologia Hospitalar ministrado em 15 messes, com mais de 500 horas de duração.

            Entendemos que estes devem ser os profissionais a ocupar as vagas surgidas nos hospitais de nosso estado para atuarem nas respectivas UTI´s.

            Diante do exposto, questionamos este conselho sobre a lotação de profissionais não capacitados na Odontologia Hospitalar nas vagas supracitadas. A atitude tomada pela SESAP/RN  não há de ser considerada como irresponsabilidade, negligência e imprudência, para com os pacientes internos, e, por conseguinte, suas vidas ?

            Esperamos uma resposta, a partir da tomada de providência por parte deste Conselho, no sentido de alertar a SESAP/RN sobre o perigo a que se estar expondo, o que pode gerar denúncias por parte das entidades da Odontologia dentro e fora do nosso estado, bem assim da imprensa local e de outras autoridades estaduais.
            Certos de contarmos com a habitual consideração desse conselho e da presteza no atendimento às nossas solicitações, no caso, uma contribuição para solução de problemas futuros, ficamos já agradecidos.

Respeitosamente,








Ivan Tavares de Farias Júnior

Presidente