quarta-feira, 30 de março de 2016

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL 2016

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL 2016
 
O Sindicato dos Odontologistas do RN – SOERN, informa a todos os Cirurgiões Dentistas que ainda não efetuaram o pagamento da Contribuição Sindical – 2016, com vencimento previsto para 28.02.2016, que em decorrência do atraso no envio dos boletos bancários, fica postergado o prazo de pagamento para o dia15.04.2016.
Para que o Dentista possa usufruir do benefício sem a incidência de Juros, multa e mora se faz necessário solicitar novo boleto bancário através do telefone 84-3206.3498 ou através do e-mail – soernodonto@yahoo.com.br, e aguardar envio por e-mail do boleto com a nova data de vencimento. O CD também poderá se dirigir à sede do SOERN (AV. Prudente de Morais – 3857- Shopping Natal Sul – Sala 57) e efetuar o pagamento diretamente na nossa Secretaria.
 
DIRETORIA

quarta-feira, 16 de março de 2016

Urgente: atenção funcionários da SMS

Atenção funcionários da Secretaria Municipal de Saúde de Natal, amanhã, 17, às 14h, será votado um Projeto de Lei Complementar -PLC estendendo aos servidores desta Secretaria os benefícios conquistados hoje ,16, em votação na Câmara Municipal, pelos médicos. Portanto não podemos perder essa oportunidade. Todos na Câmara Municipal de Natal às 14h. Faça sua parte, essa vitória depende de você!

sexta-feira, 11 de março de 2016

MESA REDONDA em Saúde Pública abre ciclo de palestras

Ainda sobre ontem (10), depois de declarado aberto o ciclo de atualização, os participantes participaram de uma Mesa Redonda: "Prótese Dentária na Saúde Básica", conduzida pelo gerente de saúde bucal de Teresina-PI, Giovanni Telmo Mesquita e pelo coordenador de saúde bucal de Apodi-RN, Thiago Fernando Silva. A mesa foi coordenada pelo presidente do CRO-RN, Gláucio Morais e teve como debatedor o vice-presidente do Conselho Estadual de Saúde do RN, Francisco Batista Júnior.
Giovanni falou sobre o trabalho que vem sendo feito em Teresina-PI, cidade que tem como meta mínima anual a entrega de 1.452 próteses e que em 2015 com a maturidade da atenção especializada e o aprimoramento da atenção básica conseguiu alcançar a marca de 2.564, terminando o ano com um saldo positivo de próteses.
O vice-presidente do Conselho Estadual de Saúde do RN, Francisco Batista Júnior disse que não se pode discutir sobre prótese sem sintonizar com o plano geral. “Não concordo com os conceitos que estão colocados nos dispositivos legais de saúde que estabelecem baixa, média e alta complexidade. Pelo que está colocado na legislação, o que é mais complexo é o mais caro e nem sempre o mais caro é o mais complexo. O mais complexo para mim é a atenção básica, onde a gente atende a pessoa com olho no olho. A maior complexidade não depende de equipamento, mas continuam tentando enganar a gente”.
Já Thiago falou sobre o serviço de prótese dentária de Apodi. “Lá temos 9 unidades de saúde da família (8 em funcionamento), um centro de especialidade odontológica e uma unidade móvel, própria do município”, disse. Em Apodi 49,6% da população é rural e a cidade tem cerca de 36 mil habitantes. `

À tarde, os participantes puderam assistir palestra sobre Halitose, proferida por Dra.Cecília Aguiar.O Ciclo de Atualização tem continuidade durante o dia de hoje. 







O VII Ciclo de Atualização da Grande Natal e da 1°, 3°e 7° regiões de Saúde começou ontem

A abertura do VII Ciclo de Atualização da Grande Natal e da 1°, 3°e 7° regiões de Saúde iniciou na manhã de ontem (10), no Praiamar Natal Hotel. O evento, é uma realização do CRO/RN, com apoio do Conselho Federal de Odontologia e das secretarias municipais de saúde das regiões já citadas.
Quem deu as boas vindas aos presentes foi o presidente do CRO, Dr. Gláucio Morais. Ele disse que o CRO, em 2012, denunciou que Natal não distribuía nenhuma prótese. “Estamos em 2016 denunciando a mesma coisa. 10% da nossa população necessita de prótese em pelo menos alguma das arcadas, sem contar os adolescentes, que precisam de prótese parcial”.   
O diretor do SOERN, Flávio Calife, fez uma saudação especial para as mulheres, pelo seu dia e disse que existe um projeto de lei, encaminhado a Câmara Municipal, de quebra da isonomia salarial, entre a categoria médica e as demais. “Várias vezes, estivemos com o secretário de saúde tentando demovê-lo dessa ideia. Entendemos que deve existir um plano de carreira SUS, que englobe todos os profissionais da área de saúde. O projeto não foi votado, talvez por forças políticas contrárias. Temos que estar atentos e fortes”, disse. Ele também falou sobre o Ponto Eletrônico, que está chegando com força total. “Nós, como entidade, não somos contra a implantação do mesmo, mas somos contra a forma como está ocorrendo. Colegas na região Oeste, com salários muito baixos e sendo forçada a passar o dia inteiro no trabalho por profissionais do Ministério Público, que ganham 10 ou 20 vezes a mais do que eles ganham”.
Teresa Neumann, também deixou suas palavras em nome da FIO. “Nosso presidente, José Campos, está em Brasília pleiteando um assento, junto a Agência Nacional de Saúde, para  a Federação e para as associações, já que hoje só existe para o CFO. Também, a FIO junto com a FNO enviará um projeto para o Ministério da Saúde, solicitando que os municípios que não tenham Plano de Cargos e Salários percam a a autonomia sobre a sua gestão financeira.”.
Jaldir Cortez, da Academia Norte-rio-grandense de Odontologia, disse que apesar de tantas crises, o CRO não quebrou a expectativa de trazer essa atualização para os dentistas. “Que nós possamos sair daqui melhor do que entramos”, desejou a todos.
 A diretora do Curso de Odontologia da Universidade Potiguar, Maria Alice Pimentel também deixou suas palavras: “Parabenizo o Conselho por essa iniciativa, que traz toda atualização não só que diz respeito à questões técnicas de nossa profissão, como também nas discussões atuais, alusivas a política e saúde pública”.
O coordenador estadual de saúde bucal do RN, Marco Aurélio Oliveira, falou da satisfação que é participar do evento. “Este é um momento importante que estamos vivendo no País e precisamos refletir, enquanto profissionais de saúde. Momento difícil! O Ministro da Saúde, Marcelo Castro, e o Coordenador de Saúde Bucal foram escolhido sem ouvir as entidades de saúde em geral. Atenderam apenas às indicações políticas que não concordamos. Está havendo um retrocesso do SUS”, lamenta.

O secretário geral do CFO, Eimar Lopes parabenizou o Conselho. “O CRO/RN hoje goza de um respeito político bastante relevante no cenário nacional e que ousa ao discutir questões que até então eram consideradas utópicas”. 










quarta-feira, 9 de março de 2016

Reunião da FIO terá representante do SOERN

Nos dias 17 e 18 de março acontece, na cidade de Curitiba, mais uma Reunião Ordinária da Fio. Representando o SOERN irá a diretora Karla falcão. A Federação é presidida pelo potiguar  José Ferreira Campos.

SOERN contra a Dengue

Para tomar medidas preventivas e impedir que a dengue chegue até a sua cidade ou município, a melhor atitude é combater os focos de acúmulo de água. Esses locais são propícios para a criação e reprodução do mosquito transmissor da dengue.

Curso promovido pelo SOERN deve acontecer ainda nesse semestre

O Curso de Odontologia Hospitalar, realizado pelo SOERN, será coordenado pelo Mestre José Ferreira Campos, em junho 2016. Fiquem atentos!

Encontro de OH foi sucesso no RN

O I Encontro de Odontologia Hospitalar aconteceu no último dia 4 e trouxe nomes expressivos da área. Após o término das palestras, houve sorteio de brindes ofertados pelos parceiros Stell'arts Mix Turismo, Faculdade Estácio e Amil. O evento foi um sucesso e ao final os participantes foram agraciados com um delicioso coffee-break.





Homenagem do SOERN ao Dia Internacional da Mulher


Presidente do SOERN fala sobre importância da Contribuição Sindical

Ninguém é obrigado a filiar-se ao sindicato, mas todas pertencem a uma categoria, tanto que são obrigadas a contribuir anualmente, em virtude disso fazem jus a todos os direitos dispostos na convenção coletiva, inclusive o dissídio. Assista o vídeo do Presidente Ivan Tavares sobre a Contribuição Sindical
https://www.facebook.com/soern.odontologia/?ref=hl

sexta-feira, 4 de março de 2016

Curso lota de participantes o I Encontro de Odontologia Hospitalar do RN

No período da tarde teve continuidade o I Encontro de Odontologia Hospitalar do RN, evento promovido pelo SOERN, com o tema “Um novo mercado de trabalho” e que recebeu apoio do CRO-RN e da FIO.  A Dra. Gloria Pimenta, com graduação pela UFPB, abriu o ciclo de palestras da tarde do dia 03, com o tema “Controle de infecção endodôntica no paciente em terapia intensiva”.  

A dra. Glória Pimenta mostrou alguns casos com fotos de pacientes com infecção odontogênicas, tratamentos Endodôntico e controle da infecção. Aproveitou a oportunidade para fortalecer a importância de um dentista dentro da UTI, pois permite melhor desempenho no compromisso de assistência ao paciente.  “A avaliação odontológica pode determinar a necessidade e o tempo apropriado de intervenções que venham a diminuir riscos futuros”, disse para os participantes e acrescentou que a adequação bucal pode alterar positivamente o desfecho clínico. “Podemos minimizar fatores que influenciam negativamente o tratamento sistêmico”, afirmou.

Ela aproveitou para convidar os presentes para participar nos dias 29 e 30 de abril, do I Encontro de Cuidados Paliativos, que acontece em João Pessoa e também parabenizou o SOERN pela iniciativa do curso. “Perfeita essa iniciativa, uma atualização para os profissionais e também uma oportunidade para divulgar essa nova área para os estudantes”, disse.

A segunda palestra da tarde foi com o professor da UNP, o dentista José Endrigo Tinoco, que falou sobre: "A complexidade sistêmica no atendimento odontológico". Ele trouxe para os participantes vários casos, em especial uma paciente com 60 anos de idade, que fazia radioterapia, com uma historia médica bem extensa, com câncer, diabetes, depressão, entre outras, com isso um enorme número de medicações.  “Ou seja varias alterações sistêmicas”, resumiu.

Ele mostrou como o profissional deve proceder para minimizar as complicações. “O profissional tem que estar preparado para fazer os procedimentos”, afirmou. José Endrigo também parabenizou o SOERN pela iniciativa. “Importante esse curso para reunir os profissionais da área e compartilhar experiências profissionais”, disse.

Entre os participantes, estava a professora do Curso de Odontologia Hospitalar, Cecilia Azevedo que parabenizou a iniciativa do SOERN. “E louvável mostrar uma preocupação com atualização profissional e uma educação continuada”, disse.

A aluna do Curso, Rita Alves falou que é muito importante essa proposta de educação continuada para mostrar a importância do dentista dentro de um hospital. “Com o curso, o profissional fica cada vez mais capacitado para exercer com segurança o seu papel”, disse.

Após o término das palestras, houve sorteio de brindes, ofertados pelos parceiros Stell'arts Mix Turismo, Faculdade Estácio e Amil. Posteriormente, os participantes foram agraciados com um delicioso coffee-break.



























quinta-feira, 3 de março de 2016

SOERN promove I Encontro de Odontologia Hospitalar do RN


Na manhã de hoje (3), ocorreu na sede do Centro de Formação de Pessoal para os Serviços de Saúde - CEFOPE - o I Encontro de Odontologia Hospitalar do RN, evento promovido pelo SOERN e que recebeu apoio do CRO-RN e da FIO. Participaram da solenidade de abertura o presidente do CRO-RN, Gláucio Morais; o conselheiro efetivo do Conselho Federal de Odontologia, Eimar Lopes;  a presidente do Colégio Brasileiro de Odontologia Hospitalar  e Intensiva, Claudia Baiseredo; a coordenadora de saúde bucal do RN, Sandra Raíssa Escócia; o presidente da FIO, José Campos Sobrinho e o presidente do SOERN, Ivan Tavares.
Quem iniciou o curso foi o intensivista do Walfredo Gurgel, Alfredo Jardim, que falou dos aspectos relevantes no manejo do paciente de UTI e deu excelentes dicas para os profissionais presentes. “Esse evento é extremamente significante, principalmente nos dias de hoje, tempo em que trabalhos estão sendo realizados nas UTIs com resultados terapêuticos cada vez melhores. Os índices de pneumonia caindo, assim como os gastos com antibióticos, graças ao trabalho dos cirurgiões-dentistas na profilaxia oral dos pacientes”, comemora Alfredo.
Dando continuidade ao curso, a presidente do Colégio Brasileiro de Odontologia Hospitalar  e Intensiva, Claudia Baiseredo falou da satisfação de ter sido convidada para o evento. “Quanto mais palestras de qualidades e conhecimento forem oferecidas para a comunidade odontológica do Rio Grande do Norte, mais qualidade vai haver no atendimento e cada vez mais os profissionais vão estar inseridos nas equipes multiprofissionais. É através do conhecimento que eles vão ganhar o espaço”, explica. Dra. Claudia, mostrou em sua palestra, diversos procedimentos odontológicos que realiza no leito de UTI.
O aluno do curso de Odontologia da UNP, Pedro Arruda, falou da importância do curso para sua profissão. “Eu até então não sabia qual a área que eu queria me especializar. Depois de ouvir essas duas palestras da manhã, fiquei apaixonado e pretendo fazer um curso, me especializar e trabalhar em UTIs”, comemora o estudante, que aproveitou a oportunidade para elogiar a iniciativa do SOERN.
Ao final, a diretora do SOERN sorteou um  livro de Odontologia Hospitalar entre os presentes e entregou certificado aos palestrantes.
Veja a palavra de alguns dos participantes do evento:
Dr. Ivan Tavares, presidente do SOERN
“A Odontologia Hospitalar, na nossa ótica, é um grande espaço de expansão de trabalho dos cirurgiões-dentistas no Brasil. Nós tanto podemos adentrar na área privada, como na área pública. Acho imprescindível que se estabeleça a especialidade.”
José Campos Sobrinho, presidente da FIO
“A Odontologia Hospitalar está se destacando em todo Brasil. Para entrar no mercado de trabalho, o cirurgião-dentista precisa de formação para entrar de maneira digna e honrando nossa profissão”.
Eimar Lopes, conselheiro efetivo do Conselho Federal de Odontologia
“Gostaria de parabenizar, mais uma vez, o sindicato pelo evento, pela coragem e pela luta que tem tido nesses últimos 15 anos. Fomos para rua protestar pela abertura do curso de Odontologia da UNP, em seguida contra criação na Universidade do Rio Grande do Norte e temos que ir às ruas protestar contra criação de novos cursos. Não tem como aceitar esse tipo pensamento de que o mercado regula, pois isso já ultrapassou. Isso foi coisa do Neoliberalismo. O mercado pode regular padarias e comércio, mas uma instituição educacional o mercado não vai regular de maneira coerente. Quando o mercado conseguir fechar uma universidade, a mesma já vai ter colocado inúmeros profissionais sem capacitação legal".
Gláucio Morais, presidente do CRO-RN
“Temos que levar em consideração que é preciso um dentista para cada 200 pessoas e que já temos mais de dois. O Ministério da Saúde entendeu que seria 1 para cada 5 mil pessoas. Estamos com dentistas demais. Somos terminantemente contra abertura de novas universidades”.