sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Sindicatos lutam por melhorias na condição de trabalho

Ontem (29), pela manhã, o SOERN e diversos sindicatos da área de saúde se reuniram em uma Assembleia Unificada, que teve concentração na Praça Tamandaré, no Alecrim, em direção a Prefeitura do Natal, para reivindicar melhorias nas condições de trabalho.





O presidente do SOERN, Ivan Tavares explica a que se deve o movimento. “Estamos nas ruas, mais uma vez, em um momento de vanguarda e de resistência, pois entendemos que a PEC 241 vem desmantelar todo o sistema trabalhista brasileiro, pois retira dos trabalhadores, da base da pirâmide, direitos conquistados há décadas”, disse e acrescentou que tudo isso, é para alimentar um capital especulativo que detém dividas externas e internas.
Ivan Tavares, falou ainda das principais reivindicações. “Lutamos por isonomia salarial, por pagamentos em dia, pois mais investimentos na educação e na saúde. Queremos mais insumos e equipamentos, nos postos de saúde”, enfatizou o presidente do SOERN.

O presidente do Sindicato dos Enfermeiros, Luciano Cavalcante, também deu sua opinião sobre o movimento. “Sem dúvida, um momento muito interessante para todas as categorias. Os trabalhadores devem estar unidos para combater esse desmonte que está sendo realizado pelo Governo Federal, pelo Município e Estado”, destacou e disse que isso não pode continuar.

O evento contou com o apoio do SOERN, SINSENAT, SINDERN, SINFARN e SINDSAUDE.
O diretor do SOERN, Flávio Calife também se pronunciou com relação aos descasos dos gestores, com os profissionais da saúde. “O movimento hoje é contra algumas medidas do Governo Federal, com relação a retirada de direito dos trabalhadores, mas acredito que esse momento seja mais de luta local mesmo, pois os profissionais do Município enfrentam sérias dificuldades. Posso ressaltar, a ausência de concurso público, que ninguém sabe quando vai acontecer novamente, desabastecimento nos pontos de saúde, atraso de salários, entre outros”, finalizou.

Para encerrar o ato, os trabalhadores que estavam em frente ao Palácio Felipe Camarão reforçaram o desrespeito com direitos já conquistados e as reformas trabalhista e previdenciária do governo Temer.









quarta-feira, 28 de setembro de 2016

ASSEMBLEIA UNIFICADA

No dia 29 de setembro, às 8h, na praça Tamandaré, acontece uma assembleia unificada para tratar sobre os atrasos nos salários, reforma trabalhista e previdenciária do Presidente Temer. O evento, conta com o apoio do SOERN, SINSENAT, SINDERN, SINFARN e SINDSAUDE. Contamos com sua presença, para juntos dizermos NÃO!

SOERN SE REÚNE COM SECRETÁRIO DA SMS

Na última semana, a direção do SOERN esteve em reunião com o secretário de saúde do município de Natal, Luiz Roberto Fonseca para discutir atrasos no pagamento, ponto eletrônico, abastecimento das unidades e estrutura física, PL do PCCR, PMAQ e a questão das ASB`S.  


ELEIÇÕES SINDICAIS

O SOERN comunica que, no dia 11 de novembro de 2016, serão realizadas as eleições sindicais. Pela primeira vez, o Sindicato terá urnas espalhadas por Caicó, Mossoró, Pau dos Ferros e Natal. Aguardem mais informações.

MACAU RECEBE SOERN

Em ritmo crescente de visitas ao interior, o SOERN se reunirá com os CD’s de MACAU, na próxima sexta-feira (30). Na ocasião, será realizada uma audiência com o Secretário de Saúde do Município. Os profissionais que quiserem uma reunião em sua cidade devem entrar em contato com o sindicato.

SOERN QUER INCLUIR ATENDIMENTO ÀS PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS

A direção do SOERN entregou no dia 28 de setembro, à Secretaria Municipal de Saúde, um documento que argumenta a necessidade da inclusão da especialidade de odontologia à Pacientes com Necessidades Especiais (PNE).

Inclusive, em audiência realizada no dia 22 de setembro,  o Secretário de Saúde do município de Natal, Luiz Roberto Fonseca, assegurou ao SOERN, a existência de vagas para essa especialidade, no edital do concurso, que será realizado no começo do ano de 2017. De acordo com  o secretário,  os aprovados serão chamados até agosto do mesmo ano. 

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Ato de nomeação de Comissão Eleitoral


ABHA lança Campanha "A importância da saliva para a saúde e para um bom hálito"

A Associação Brasileira de Halitose (ABHA) ressalta que diagnosticar e tratar as alterações do hálito e da saliva contribuem para a melhoria da saúde bucal e da vida social das pessoas. Assim, a Campanha "A importância da saliva para a saúde e para um bom hálito" visa conscientizar a população sobre a halitose e as alterações salivares
Considerado vilão da autoestima e responsável por prejudicar relações em todas as esferas, o Mau Hálito atinge, de forma crônica, cerca de 30% da população brasileira, ou seja, em torno de 57 milhões de pessoas. Para ajudar a resolver o problema, a ABHA (Associação Brasileira de Halitose) estabeleceu a data de 22 de setembro como o “Dia Nacional do Combate à Halitose”, popularmente conhecida como mau hálito. Para se difundir pelo País inteiro, a campanha conta com a adesão dos membros da ABHA, espalhados do Oiapoque ao Chuí, para ministrar palestras educativas em escolas, universidades, empresas, unidades de saúde e espaços públicos, com objetivo de orientar a população sobre os cuidados necessários para manter uma boa saúde bucal.
De acordo com a presidente da ABHA, Maria Cecília Aguiar, estima-se que 90% dos casos de mau hálito têm origem bucal, devido a problemas como baixa salivação ou ainda higienização bucal deficiente, periodontite, gengivite e acúmulo de saburra lingual. Por este motivo, o dentista realmente deve ser o profissional de primeira escolha para quem deseja evitar ou eliminar o problema. O estômago, ao contrário do que muitos pensam, responde por apenas 1% dos casos de halitose.
Quase sempre, quem tem mau hálito não percebe, pois as células do nariz se acostumam com os cheiros após algum tempo. Daí a importância de advertir a um amigo que seu hálito está alterado ou, se estamos em dúvida sobre a qualidade de nosso hálito, perguntarmos a alguém de nossa confiança. Além disso, ABHA também disponibiliza o SOS Mau Hálito, um serviço gratuito, de utilidade pública. “Algumas pessoas acham constrangedor avisar a alguém que ela está com halitose, como se estivesse atestando que essa pessoa não tem uma boa higiene bucal, mas nem sempre é esse fator que leva a pessoa a ter mau hálito. Pela presença desse tabu que a ABHA desenvolveu esse sistema”, explica Maria Cecília. Para conhecer o SOS Mau Hálito, basta acessar: http://www.abha.org.br/sosmauhalito.
A ABHA lembra que combater a halitose é de extrema importância, afinal, além de poder estar relacionado a diversas doenças, o mau hálito segrega o portador, levando-o ao isolamento social e amoroso. Um dentista qualificado ajuda a devolver um hálito agradável e a segurança ao paciente, ajudando-o a resgatar sua posição na sociedade. “O dia 22 de setembro marca o início de uma série de atividades dos membros da ABHA em todo o Brasil. Nosso objetivo é esclarecer dúvidas, mitos e explicar tudo sobre o mau hálito e suas causas, a um público-alvo que inclui empresas, escolas e órgãos públicos. Os interessados podem nos procurar, solicitando palestras gratuitas que serão ministradas por profissionais qualificados no tema”, afirma a presidente da ABHA.
A seguir, algumas dicas divulgadas pela associação para combater o mau hálito:
* Alimente-se, no máximo, a cada 4 horas, para evitar a hipoglicemia e estimular a salivação;
* Alimentos cítricos, como a laranja, estimulam as glândulas salivares a produzir saliva, refrescando o hálito;
* Faça uma boa higienização após as refeições, escovando os dentes, usando fio dental e também limpador lingual para remover a saburra, principalmente no terço posterior da língua;
*Faça visitas periódicas ao dentista e ao médico. Prevenir é sempre melhor que remediar!
* Tome diariamente bastante água para se hidratar e incentivar a produção de saliva, lembrando que 99% da constituição da saliva é água. Uma conta simples é 35ml de água para cada kg de peso corporal;
* Evite a automedicação e, sempre eu possível, converse com seu médico para substituir medicamentos que causam sensação de boca seca;
* Sinusites crônicas, diabetes, problemas hepáticos e renais, distúrbios intestinais, dentre outros, podem gerar mau hálito. Quem sofre destes males deve redobrar a atenção;
* Mascar chiclete após as refeições ajuda a limpar a boca e estimula a produção de saliva. Opte pelos sem açúcar;
* Evite antissépticos bucais com álcool na formulação, pois eles ressecam a mucosa bucal e agravam ainda mais o problema do mau hálito.
* Cuidado com dietas muito restritivas, que podem causar carências nutricionais e cetose, que podem gerar halitose. Mantenha algumas porções de carboidratos e fibras em sua alimentação diária;
* Tente controlar o estresse, já que o fluxo salivar tem relação direta com o equilíbrio do sistema nervoso central.



sexta-feira, 16 de setembro de 2016

MACAU RECEBE SOERN

Em ritmo crescente de visitas ao interior, o SOERN negocia uma data para ir a MACAU. Na ocasião, será realizada uma audiência com o secretário de saúde do município. Os profissionais que quiserem uma reunião em sua cidade devem entrar em contato com o sindicato.

FÓRUM SINDICAL REALIZA ASSEMBLEIA NO PRÓXIMO DIA 29/09

No próximo dia 29 /09, a praça Tamandaré será cenário para uma Assembleia Geral do Fórum Sindical (SOERN, SINSENAT, SINDSAUDE, SINDERN, SINDAS e SINDFARM) com os funcionários do munícipio de Natal. Fiquem atentos à programação. Sua presença é muito importante

Eleições Sindicais do SOERN

O SOERN comunica que, em breve, será divulgado informações sobre as eleições sindicais. Pela primeira vez, o Sindicato terá urnas espalhadas por Caicó, Mossoró, Pau dos Ferros e Natal.  Aguardem mais informações.


SOERN discute ponto eletrônico em São Gonçalo

No último  dia 13/09, as centrais sindicais da saúde  (SOERN, SINDSAÚDE, SINMED E SINDFARM)  estiveram reunidas em São Gonçalo do Amarante para discutir a implantação do Ponto Eletrônico. Na ocasião, 70 profissionais participaram da reunião. 
Ficou acordado, que haverá uma audiência no dia 14/10, às 11h, no Teatro  da cidade,  com o  secretário de saúde do município , para que, o mesmo , explique  como funcionará o ponto eletrônico nessa cidade. 
Até a data da audiência, os funcionários foram orientados a não realizarem a biometria. A comunicação desse acordo será levado ao Ministério Público.


SMS discute Ponto Eletrônico

A reunião com o secretário de saúde do Município  de  Natal, Luiz Roberto  Fonseca, foi remarcada para o dia 22/09, às 9h. A Diretoria do SOERN convoca a presença dos funcionários do município, municipalizados e contratados. Um dos pontos da pauta será Ponto Eletrônico.

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Entidades unidas em prol do trabalhador da saúde

No dia 12/09/2016, o SOERN esteve presente em Reunião com as entidades que defendem os trabalhadores da Saúde do município de Natal(SINSENAT,SINDSAUDE,SINDERN,SINDAS e FARMACEUTICOS). Na pauta, uma grande preocupação com informações oriundas da secretaria de Planejamento sobre as inúmeras dificuldades de pagamento dos meses de outubro, novembro, dezembro e décimo terceiro por parte da Prefeitura. Foi reiterado o pedido ao Secretário de saúde, da retomada de Mesa de negociação dos Servidores , instrumento legal de discussão de pautas trabalhistas. Foi exposto o descompromisso por parte da SMS de enviar o projeto de emenda que restabelece a isonomia salarial que foi votada em 16/03/2016 e prometido para 120 dias após esta data. Outro assunto discutido foi a negativa, por parte do pleno do Judiciário, em não acatar o pedido do SINSENAT para que o pagamento seja feito respeitando a lei Orgânica ,isto é dentro do próprio mês trabalhado . O SOERN expôs o seu posicionamento, de que a construção do movimento se dará pela União das Entidades, de forma que o momento é único, pois estamos passando por um momento de extrema dificuldade e a “corda esticou ao máximo” e que como há um clamor muito grande dos servidores, acredita- se que haverá uma grande mobilização. Foi marcada uma Assembleia geral a ser realizada no dia 29 /9/16ª às 8h, na Praça Tamandaré.

SOERN participa de reunião com Fórum de Defesa dos Direitos dos Trabalhadores

No dia 8 de setembro, o SOERN esteve presente na reunião do Fórum que congrega  várias entidades que defendem  os trabalhadores no Estado do Rio Grande do Norte objetivando a Unificação do movimento.
 Em pauta, a paralização Nacional dia 15/9/2016 e a Convocação da Assembleia Geral  a ser realizada no dia 29/9/2016 para discutir e votar junto às bases um movimento de Paralização Geral de todo o funcionalismo.
Foram discutidos alguns pontos que afetam diretamente todos os servidores: 1- Atrasos  recorrentes de salários. 2-saques ao FUNFIR inviabilizando aposentadorias futuras. 3-Recomendação do Procurador Geral do Ministério Público quanto a ajustes da folha de pagamento que comportam demissões de servidores estáveis e não estáveis para se adequar a LRF. 3- A real situação arrecadatória do Estado do RN.
 O SOERN expôs seu posicionamento, alertando sobre a difícil situação da grande maioria da dos servidores do Executivo com atraso de salários, reajuste zero e precárias condições de trabalho.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Reunião com secretário de saúde de Natal é adiada

A diretoria do SOERN comunica o adiamento da Reunião que aconteceria neste 13/09 com o secretário de saúde do município de Natal, Luiz Roberto Fonseca. 
Assim que a nova data  estiver confirmada, o SOERN informará em seus canais.  Desde já, o sindicato solicita a mobilização da categoria para comparecer a este tão importante evento que tratará sobre o Ponto Eletrônico. Em breve, mais notícias.

sábado, 3 de setembro de 2016

Sindicatos da Saúde do Estado unem-se em grito de alerta

Na manhã de ontem (2), sindicatos que representam a saúde pública do Estado se reuniram em uma manifestação, que teve início na frente da Sesap-RN e se estendeu, em caminhada, até a Prefeitura de Natal. A ação reuniu cerca de 300 profissionais da área, que queriam melhorias para a saúde pública, que atualmente atinge as raias do absurdo, um descompromisso com a vida das pessoas.
De acordo com o presidente do SOERN, Dr. Ivan Tavares, a manifestação tem como objetivo maior a luta contra o desmonte do SUS. “Começa com a retirada dos direitos trabalhistas com a PL 251, PEC 241 e 257, que querem acabar com 13º, férias, nos deixar 20 anos sem aumento e, ainda, acabar com concurso público”, alerta. Ele disse que não era admissível que se colocasse nas costas dos trabalhadores os desmandos do governo do Estado. “Atraso de salário é inaceitável. O legislativo e o judiciário recebem em dia. Os trabalhadores da saúde também devem receber. O caos não se deve somente ao Estado, mas também às prefeituras. Para se reeleger, muitos estão tirando dinheiro da saúde para aplicar onde não se deve”, lamenta.
O presidente do Sindicato dos Médicos, Dr. Geraldo Ferreira, aproveitou o momento para enumerar alguns dos males que assolam a saúde do RN. “Falta de leitos de UTI, falta de consulta de especialistas e exames, falta de medicamentos essenciais para controle de doenças que podem levar à morte, pacientes no chão e em macas nos corredores dos hospitais, filas de ambulâncias nos prontos-socorros, desespero da lotação das salas de cirurgias e até pacientes da ortopedia sendo mandados para casa para aguardar a cirurgia que nunca chega”, comenta. Além do desespero das famílias que necessitam de assistência, ele fala ainda de outros problemas. “O atraso no pagamento dos terceirizados resulta em falta de higiene, alimentação e segurança nas unidades. É comum observar nas unidades de saúde o odor do suor, urina, fezes, sangue e infecções, situação que compõe o sofrimento, abandono e desolação”, completa.

Já a vice-coordenadora do SindSaúde-RN, Simone Dutra, convidou a todos para ato na segunda-feira, na governadoria, para exigir os salários em dia.  





quinta-feira, 1 de setembro de 2016

I Encontro Estadual de Atenção Especializada em Saúde Bucal do RN

Hoje pela manhã, no auditório da Livraria Paulus aconteceu o I Encontro Estadual de Atenção Especializada em Saúde Bucal do RN. O Coordenador Estadual de Saúde Bucal do Estado, Marco Aurélio fez a abertura e, em seguida, falou sobre rede de atenção à saúde e o SUS. “Vamos discutir aqui hoje a organização dos serviços de média complexidade do Estado, pois precisamos rever os fluxos e reorganizar os serviços”, destacou e acrescentou que os debates terão como parâmetro, o ano de 2016. Mostrou de que forma às redes deveriam funcionar, para melhorar o funcionamento do SUS e consequentemente, o atendimento à população.

Marco Aurélio, em sua apresentação também, mostrou a situação atual da saúde bucal no Estado e ainda, falou sobre os atendimentos dos CEOs e odontologia hospitalar. “Dos 26 CEOs existentes no RN, 23 estão produzindo abaixo da média, na iminência de perderem os recursos oriundos do Ministério da Saúde, podendo até mesmo ser descredenciados”, comentou Marco Aurélio.

Em seguida, o responsável técnico pelo Núcleo Estadual de Estratégia da Saúde da Família, Hugo Mota, realizou a sua apresentação. “Vamos falar sobre as redes de atenção, intersetorialidade e transversalidade das ações. O que quero mostrar aqui hoje é como pode ser melhorado o nosso atendimento em saúde bucal”, disse.
Já o Assessor Técnico da Coordenação Geral de Saúde Bucal do Ministério da Saúde, Edson Hilan Gomes de Lucena fez uma contextualização do atual cenário da presente Política Nacional de Saúde Bucal, como também, um resumo da certificação dos CEOs, com dados locais e uma ampla abordagem sobre infra-estrutura dos mesmos, acessibilidade, equipamentos odontológicos, marcação de consultas, entre outros aspectos. “Vamos apresentar os CEOs que foram avaliados aqui no RN, com pontos positivos e negativos. Foram detectados problemas críticos e que precisam ser trabalhados para melhorar os serviços no Rio Grande do Norte”, destacou.

O presidente do Sindicato dos Odontologistas do Rio Grande do Norte (SOERN), Ivan Tavares falou sobre a realidade nos CEOs do Estado, ponto eletrônico, precarização e baixos salários. “A questão do ponto eletrônico por conta dos horários específicos dos CEOs é uma situação que não entendo, os gestores tem uma visão juntamente com o Ministério Público equivocada dos serviços. Se eu terminei meus atendimentos, vou ficar esperando para bater ponto? Correndo o risco de ser assaltado? Conheço alguns profissionais que trabalham a base de remédios controlados porque ficaram com pânico dos assaltos que sofreram. A população precisa entender que quem faz cirurgias de alta complexidade é o SUS e não hospitais particulares. O que vejo são contratos fraudulentos e feitos de boca.”, frizou Dr. Ivan e lembrou da terceirização e a falta de prioridade dos gestores para a saúde e para os CEOs.
Ivan Tavares aproveitou a oportunidade e convidou a todos para participar da “Paralisação de todas as categorias por 24h”, que vai acontecer amanhã, às 9h, em frente à Sesap, na Deodoro da Fonseca, com todos os profissionais.

O diretor do SOERN, Flávio Calife esteve presente e deu a sua opinião, nos bastidores, sobre o encontro. “É importante o encontro de atenção especializada, pois abrange todos os municípios do RN. A implantação do ponto eletrônico é um grande problema. Querem dar um atendimento diferenciado para a categoria médica. Plano de cargos e salários desiguais. Queremos brigar pela realização de concursos públicos, isonomia salarial, e ainda a desconstrução do SUS, pois a nossa grande preocupação é que eles acabem com o Brasil Sorridente”, comentou.
O evento contou com a presença de membros da diretoria do Conselho Regional de Odontologia (CRO). 


Presidente do SOERN participa de coletiva sobre a saúde pública no RN

Na manhã de hoje (1), os sindicatos da saúde do Rio Grande do Norte receberam a imprensa potiguar para denunciar o caos que se encontra a situação da saúde pública do Estado devido ao descompromisso com a vida das pessoas, que estão nos leitos dos hospitais, que vai desde falta de medicamentos essenciais para o controle de doenças até a falta de macas, o desespero das salas de cirurgias lotadas e até a falta de higienização, segurança e refeições dos hospitais.
De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos do RN, Dr. Geraldo Ferreira, a coletiva marca o prenuncio da paralisação, que se inicia amanhã, devido a desassistência da população, comprovada na falência do sistema de todos os hospitais de urgência e emergência do Rio Grande do Norte. “Não podemos ser omissos. Já tivemos muitas crises, inclusive profundas e intensas, greves históricas, mas que nunca vi algo semelhante. Esse movimento não tem qualquer correlação com os movimentos eleitorais em vigor, já que a falência em que se encontra a saúde deve-se a um todo”, explica. Ele acrescenta amanhã os profissionais da saúde vão as ruas para denunciar a situação de caos e vamos assinar um documento solicitando a visita da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal e do Senado Federal, para que venham ao RN comprovar in loco esse caos e solicitar às devidas providências e, por fim, dar um prazo de 30 dias para que as secretarias de saúde estadual e municipal apresentem alguma alternativa ou plano que permita sair dessa crise. Sabemos que existe solução. O Tribunal de Justiça disponibilizou algo em torno de 100 milhões para o Governo do Estado. O Estado pode usar pelo menos 20 milhões para pagar as dívidas”, completa.
Já vice-coordenadora do SindSaúde-RN, Simone Dutra falou que a crise é de tudo ao mesmo tempo. “A sensação que temos é que nada funciona. Achamos necessário tomar medidas enérgicas que estejam acima do próprio governo estadual”, disse. Ela falou, ainda, que os recursos da saúde atualmente não são tratados de forma autônoma, uma vez que o planejamento centraliza tudo. A saúde não pode ser cabide de emprego”, completa.
O presidente do SOERN, Dr. Ivan Tavares, aproveitou o momento para ressaltar o movimento que se inicia amanhã é contra o desmonte do SUS. “Queremos falar sobre o sistema que atende a todos os brasileiros, mas sobretudo a 80% da população que não tem condições de ter um plano brasileiro”, finaliza.