sábado, 12 de novembro de 2016

Dentistas decidem, em Assembleia, entrar em greve

Na manhã de ontem (11), dentistas se reuniram na sede do SOERN, para participar de Assembleia a fim de decidir sobre uma possível greve no município e Estado. Cerca de 50 colegas participaram do pleito, que decidiram, de forma quase unânime, em paralisar as atividades.  
Segundo o presidente do SOERN, Dr. Ivan Tavares, essa foi uma Assembleia extremamente concorrida. “Trata-se de uma greve, composta por todo o serventuário do Município e Estado e o que está por trás de tudo não é apenas uma questão de atraso, redução ou falta de aumento salarial, mas sim a luta pela permanência de um projeto muito maior, que foi construído nos últimos 40 anos no Brasil, que é o SUS. E é ele que está correndo o risco de acabar”, explica.
O secretário geral do Conselho Federal de Odontologia, Eimar Lopes, concordou com o presidente. “A crise econômica atual tem muito engodo, ela existe desde 2009. A diferença pra hoje, é de postura política de governo”, lamenta.

Já diretor do SOERN, Flávio Calife, aproveitou a oportunidade para falar sobre a saga do SOERN para reverter a redução indevida de salário de dentistas do Estado. “Reconheceram o erro, vai sair uma folha suplementar e em novembro, o salário sairá sem alterações”.   





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.