segunda-feira, 28 de novembro de 2016

SOERN promove debate sobre Reforma Trabalhista

Na manhã de hoje, como parte da programação da greve dos servidores públicos do Estado e Município, dentistas e enfermeiros se reuniram na sede do CRO-RN, para assistir a palestra de Francisco Júnior (conselheiro do Conselho Estadual e do Conselho Nacional de Saúde). Júnior, iniciou sua fala, dizendo: "o SOERN está saindo à frente, por trazer à tona essa discussão". 

Entre os temas mais debatidos da manhã, merece destaque o PL 4962, que vai de encontro à CLT e estabelece que o negociado se sobreponha ao legislado, fragilizando o trabalhador. 

O palestrante deu ênfase também ao  PL 4302, o da Terceirização, e sua consequência para o serviço público e privado: "No serviço público, algumas das desvantagens são: superfaturamentos e clientelismo; falta de recursos para prover ações; precarização; baixos salários; assédio moral e instabilidade de emprego”, enumera, Francisco Júnior. 


Ele acrescenta que "a terceirização não tem nada de interessante para ninguém, nem para o trabalhador, nem para a sociedade, nem para o país, a não ser para o empregador." Terminada a palestra, a plateia foi convidada a um debate, com vários questionamentos de dentistas e enfermeiros.



Após a discussão sobre a Reforma Trabalhista, houve uma reunião para tratar de assuntos referentes à greve, com a presença do assessor jurídico do SOERN, Breno Cabral, que fez um breve relato sobre a decisão mais recente do Supremo. Ademais, acrescentou que, com o atraso de pagamento de salário, a greve se torna válida, porém vai caber apreciação judiciária e o grevista poderá ter que compensar as horas lá na frente.



Apesar de não ter conseguido o contingente esperado, Dr. Ivan Tavares falou que espera um número mais expressivo na próxima segunda-feira (5), para discutir a Reforma Previdenciária. E finalizou a reunião dizendo que o sindicato só irá tomar uma decisão de substituir a greve por um outro movimento, se essa for uma decisão conjunta com os demais sindicatos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.