quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

SOERN E SINDERN promovem manhã de conscientização a respeito da Reforma da Previdência

Na manhã de hoje (16), dentistas e enfermeiros se reuniram no auditório do CRO-RN para participar de palestra do servidor público do INSS, Carlos Henrique Ferreira, sobre  "Reforma da Previdência: Impactos negativos nas nossas vidas". O evento foi promovido pelo SOERN em parceria com o SINDERN.



Quem iniciou a apresentação foi o presidente do SOERN, Dr. Ivan Tavares, que reforçou que a categoria permanece em greve, ainda que a mesma esteja temporariamente suspensa. “Não podemos esquecer que nossa data base não foi respeitada nos últimos quatro anos. O prefeito não dá sinalização nenhuma de aumento, nem de reposição e não conseguimos negociar quase nenhum ponto, que viemos lutando nos últimos quatro meses. Não podemos retroceder agora, porque por trás de tudo isso tem mais coisa”, explica. O Presidente do SINDERN, Luciano Cavalcanti, alertou a categoria de enfermagem para os malefícios que a Reforma da Previdência acarretará aos trabalhadores.



Dando início a palestra, Carlos Henrique falou sobre a importância da conscientização dos trabalhadores em geral, a respeito do prejuízo que a PEC 287, ou seja, essa reforma trará: “São restrições de direitos, aumento de exigências de idade e de tempo de contribuição, redução dos valores dos benefícios, impossibilidade de acumulação de aposentadoria com pensão, além de desvinculação das pensões em benefícios assistenciais do salário mínimo. Enfim, uma série de aspectos extremamente prejudiciais à classe trabalhadora do Brasil”, alerta. Ele falou, ainda, da mulher, que deverá sofrer com a equiparação da idade, uma vez que, devido à carga cultural, ela exerce um trabalho de dupla ou tripla jornada. Ele lamentou, ainda, a perda do diferencial de idade dos trabalhadores rurais. “Essa reforma precisa ser combatida e, se possível, erradicada. Esperamos que o ajuste seja feito sobre aqueles que prejudicam a nação por falta de governança e ações e não sobre os trabalhadores”, completa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.