quinta-feira, 16 de março de 2017

SOERN e demais sindicatos garantem junto à prefeitura abono de faltas e ressarcimento do dinheiro descontado

A direção do Sindicato dos Odontologistas do Rio Grande do Norte - SOERN participou na tarde de ontem (15), de uma reunião no gabinete do prefeito Carlos Eduardo, com os demais sindicatos que compõem a representação dos servidores do município de Natal.


Foi instalada a mesa de negociação dos servidores de Natal,  que segundo o presidente do SOERN, não se superpõe à mesa de negociação do SUS. Nesta mesa de negociação, que é presidida por Adamires França (Secretária de Administração), fazem parte todas as representações dos servidores do município. O SOERN, assim como os demais sindicatos, também terão participação nessa mesa, uma vez que, antes todos eram representados pelo SINSENAT, o qual agora propôs que outros sindicatos compusessem as negociações.

Na ocasião, foi informado que, o dinheiro referente aos dias descontados dos funcionários na greve, será depositado até dia 24 de março. “Os servidores do município, de  todas as secretarias que fizeram parte da greve, comprovadamente com faltas, terão seu  dinheiro reposto em conta e os dias de falta serão abonados”, informou o presidente do SOERN, Ivan Tavares. O mesmo, ainda reforçou que o gabinete do prefeito Carlos Eduardo, irá emitir, até a tarde desta quinta-feira(16), uma nota oficial noticiando aos funcionários e a população sobre a decisão, assegurando o direito de abono das faltas de quem participou da greve.
Outra pauta da reunião foi o concurso público da saúde que não ocorreu. Os secretários presentes  e o chefe do gabinete do prefeito alegaram que o Tribunal de Contas do Estado recomenda a não realização do concurso, por causa do limite prudencial. “Nós iremos entrar em contato com o Ministério Público do Município, para chegarmos a um consenso, haja vista já serem mais de mil, o número de profissionais contratados sem concurso público, quase excedendo o número de concursados em Natal. Isso repercutirá em prejuízo no atendimento à populção, quando os contratos finalizarem", disse Ivan Tavares.
Estiveram presentes, os secretários de Planejamento, Administração, Meio Ambiente e Educação, bem como o chefe do gabinete civil, Jonny Costa. Foi entregue aos representantes da gestão, uma lista com reivindicações, dentre elas a recomposição da data-base dos setores dos municípios, com as respectivas matrizes salariais, oriundas de um estudo realizado pelo DIEESE.. Ficou marcada para o próximo dia 04 de abril, às 16 horas, a próxima reunião da mesa de negociação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.