quinta-feira, 20 de abril de 2017

FIO participa em Brasília da 1ª Conferência Nacional Livre de Comunicação em Saúde

Representada pelos diretores Flávio Calife (RN) e José Arnaldo (DF), a Federação Interestadual dos Odontologistas – FIO esteve de 18 a 20 de abril participando da na 1ª Conferência Nacional Livre de Comunicação em Saúde, que trouxe o tema “Direito à informação, garantia de direito à saúde” ao Centro de Convenções Internacional do Brasil, em Brasília. O evento foi promovido pelo Conselho Nacional de Saúde com o objetivo de discutir estratégias de democratização do acesso da população às informações sobre saúde e contou com a presença do ministro da Saúde, Ricardo Barros; do presidente do CNS, Ronald Santos; além dos presidentes da Fenaj, Fiocruz, OPAS, CONASS e CONASEMS.  Estiveram também presentes os ex-ministros Humberto Costa, Alexandre Padilha e Arthur Chioro, entre outros.



A Conferência  foi  realizada a partir da constatação de que o Sistema Único de Saúde é uma das maiores políticas públicas do mundo e, no entanto, é conhecido superficialmente pela população.
Com base nesse diagnóstico, as mesas debateram  temas como “Desafios da comunicação em saúde”, “Papel da comunicação na defesa da informação em saúde”, “Novas mídias e o SUS” e “Informação em saúde como direito”. Os diretores da Federação destacaram a mesa que tratou sobre os desafios da comunicação em saúde, com a participação do ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha, que discorreu a respeito da mídia monopolista, sem nenhum compromisso com a saúde pública. “Não existe SUS sem a legitimidade da sociedade, temos que manter a disputa politica permanente para que sejam mantidas as conquistas históricas”, afirmou Padilha.
 Representando o Canal Saúde, da Fiocruz, Márcia Corrêa e Castro falou sobre a necessidade de se fazer a defesa intransigente do SUS, “sem fechar os olhos para o que não funciona e expandir o sinal da TV para atingir o maior número de pessoas. Se a comunicação não avança, o SUS não desempenhará o seu papel”, avaliou.
Outra mesa interessante abordou o uso das novas mídias na comunicação em saúde. O ator e youtuber Gabriel Estrela mostrou seu projeto Boa Sorte, que usa novas formas de trazer os jovens para o combate ao HIV, muitas vezes interagindo com outros produtores de conteúdo para o YouTube. O outro convidado da mesa, Luiz Filipe Barcelos, assessor de comunicação do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (CONASEMS), relatou os desafios da comunicação com os mais de 5 mil municípios brasileiros e apresentou experiências exitosas em alguns deles, como o projeto Melhor em Casa, implantado no município de Campo Alegre, Alagoas, que leva serviços de saúde bucal a pacientes com sequelas de AVC, paralisa cerebral e outras condições que dificultam a ida ao consultório.
Na avaliação do diretor Flávio Calife, é de suma importância a presença da FIO na 1ª Conferência. “Representamos os cirurgiões-dentistas que fazem parte dos 12 milhões de profissionais de Saúde que atuam no SUS, e a intenção do governo Temer é de desmonte total dessa conquista histórica. Então, cabe a nossa categoria usar todos os meios para difundir uma informação de qualidade ao usuário do Sistema, para que ele também possa encampar essa luta”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.