sexta-feira, 26 de maio de 2017

SOERN participa de reunião com o governador Robinson Faria

Na tarde desta quinta-feira (25), o SOERN, representado pelo seu presidente Ivan Tavares e o diretor Flávio Calife,  esteve na Governadoria para uma audiência pública com o governador Robinson Faria e demais sindicatos que compõem o Fórum Estadual Dos Servidores Públicos. Entre os assuntos discutidos na pauta,  estava atraso salarial e a composição de um a comissão que irá estudar  formas de viabilizar o pagamento em dia dos funcionários do estado.




terça-feira, 23 de maio de 2017

Saúde bucal pública como política de Estado

Uma das principais bandeiras da Federação Interestadual dos Odontologistas (FIO) é a consolidação da política de saúde bucal - Brasil Sorridente como política de Estado. E isso pode estar perto de se tornar realidade. O PLS  n°8, de 2017, de autoria do senador Humberto Costa (PT/PE), que dispõe sobre a política Nacional de saúde bucal no âmbito do SUS (política de Estado), está na pauta da Comissão de Assuntos Sociais do Senado (CAS) para ser votado, em caráter terminativo, nessa quarta-feira, dia 24/05.
A FIO apoia a proposta do senador  e já encaminhou ofício para todos os membros da Comissão de Assuntos Sociais pela aprovação do projeto.
        A Federação conclama seus sindicatos filiados, as entidades da odontologia e cada cirurgião-dentista a fazer o mesmo junto aos senadores de seus estados e aos membros da comissão. O relator é o Senador Randolfe Rodrigues (SD/Amapá) e a presidência da comissão está com a Senadora Marta Suplicy (PMDB/SP).
        O presidente eleito da FIO, José Carrijo Brom,  reafirma a importância de toda a categoria se empenhar junto aos senadores da Comissão de Assuntos Sociais do Senado solicitando esse apoio. “Saúde Bucal como política de estado é bom para o país, para a população e para os profissionais da Odontologia”, concluiu Carrijo.

quarta-feira, 3 de maio de 2017

NOTA DE PESAR

Neste momento de tristeza nos unimos à dor da família do Dr. José Ferreira Campos Sobrinho, Diretor deste Sindicato, pelo falecimento de sua irmã, no dia 01.05.2017.

                                                À Classe Odontológica do RN

                         SINDICATO DOS ODONTOLOGISTAS DO RN - SOERN

                                                          A DIRETORIA

SOERN marca presença no manifesto do dia 28 de abril

O dia 28 de abril de 2017 ficou marcado na historia dos trabalhadores do Rio Grande do Norte e para o Sindicato dos Odontologistas do Rio Grande do Norte – SOERN.  De acordo com a organização, a Greve Geral reuniu 100 mil pessoas  nas ruas da capital potiguar, que durante mais de duas horas de percurso, faziam escutar palavras  de ordem contra as reformas previdenciária, trabalhista e a terceirização.

A diretoria do SOERN esteve na movimentação até então, nunca vista em Natal, que manifestou o apoio da população e das unidades  sindicais, bem como, dos movimentos sociais, Igreja Católica e suas pastorais, Frente Povo sem Medo, GLBT,  Frente Brasil Popular e outros.

“É um momento histórico, sem dúvida o maior movimento desde as diretas já em Natal. Acredito que a categoria entendeu a importância, pelo número que conseguimos trazer. Este não é um momento de partido, de ideologia partidária, mas num momento de unificação das ideias da sociedade que querem a preservação dos direitos dos trabalhadores”, falou o presidente do sindicato, Ivan Tavares.


O percurso que iniciou em frente ao Midway mall, no cruzamento das avenidas Bernardo Vieira e Salgado Filho, seguiu pela Hermes da Fonseca em direção à Praça Pedro Velho (Praça Cívica), no bairro de Petrópolis.


Para o diretor Flávio Calife, a sociedade não tinha como não participar do ato público. “Não havia como não participar de um movimento pacífico e ordeiro como  o da última sexta-feira em prol da democracia e contra todas essa reformas que estão acabando com os direitos dos trabalhadores, não podemos ficar omissos enquanto categoria”, disse.



Ainda na manhã da sexta-feira,28, o SOERN esteve em frente à Faculdade de Odontologia da UFRN, através de diretores e associados, dizendo palavras de ordem, enquanto entregavam panfletos à população, com informações contra as reformas.