terça-feira, 31 de outubro de 2017

SOERN comemora Semana do Dentista com palestras

Dando continuidade a comemoração da Semana do Dentista, o SOERN promoveu, na manhã de hoje (26), uma palestra, no auditório do CRO, sobre "Aposentadoria Especial e Reforma da Previdência", com participação do assessor jurídico do SEEC/RN, Nereu Linhares; o assessor jurídico do SOERN, Breno Cabral e o secretário geral do SOERN, Humberto Dantas. A programação se estendeu pela tarde, com a apresentação da temática “Brasil Sorridente e PNAB”, proferida pela cirurgiã-dentista da SESAP-RN, Claudia Frederico, a cirurgiãs-dentista de SGA, Aldenisia Barbosa e o coordenador da Saude Bucal do Estado, Marco Aurélio.

O presidente do SOERN, Ivan Tavares, deu início às apresentações com um apelo de resistência e luta pela sobrevivência, aos colegas. Em seguida quem começou a falar sobre a temática foi Nereu Linhares, que aproveitou o momento para falar sobre a questão da previdência, sua reforma, as perdas de conquistas com a atual política governamental e o arrocho salarial, além das projeções diante da reforma. “O servidor que tem vínculo com INSS tem reclamado muito, pois ao se aposentar, mesmo pagando um valor elevado a vida inteira, não consegue receber um valor próximo do teto”, comentou.  

Dando sequência a palestra, o especialista em previdência de cálculo, Jean Letelier, que foi ao evento atendendo ao convite de Nereu, falou de como age o INSS em relação ao profissional de saúde precisa requerer aposentadoria. “Muita gente pensa que o dentista tem direito a uma aposentadoria especial. A aposentadoria especial para dentistas no INSS acabou em 1995, época em que bastava exercer a profissão e já recebia o benefício sem precisar provar nada. A partir de então, o profissional precisa provar que está exposto aos agentes nocivos”, disse.

Para complementar o que falou Jean, Dr. Humberto Dantas falou sobre o PPP - um documento histórico-laboral individual do trabalhador que presta serviço à empresa, destinado a prestar informações ao INSS  relativas à efetivas exposições a agentes nocivos que, entre outras informações. “O documento registra dados administrativos, atividades desenvolvidas, registro ambientais com base no LTCAT e resultados de monitoramento biológico com base no PCMSO (NR-7) e PPRA (NR-9)”, detalhou. 

Já a tarde a cirurgiã-dentista Claudia Frederico aproveitou a oportunidade para falar sobre o novo cenário Nacional para categoria. Ela citou o projeto de lei que em seu artigo 3 fala sobre as ações e serviços de saúde bucal que devem integrar as demais políticas públicas de saúde, de acordo com os princípios e diretrizes do SUS, com vistas à articulação de ações e à concretização de ações integrais de saúde que viabilizem a intervenção sobre favores comuns de risco. “Faço uma alerta para todos os profissionais,  temos que parar e pensar para ver como vai ser o nosso futuro”, disse.

O coordenador de saúde bucal do Estado do Rio Grande do Norte, Marco Aurélio também fala para a categoria, no auditório do CRO/RN. Ele aproveita para falar sobre a situação atual da saúde bucal no Estado e Brasil, os avanços e as dificuldades. " Precisamos mais união da categoria para melhorias na nossa profissão", disse.

A cirurgiã-dentista de SGA, Aldenísia Albuquerque falou para os participantes da Semana do Dentista, sobre: Sistema Único de Saúde - SUS.  Ela começa fazendo uma alerta. "Acho um momento complicado, é preciso ir para a luta", disse. Em seguida apresentou informações sobre a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do SUS, e mostrou suas mudanças e assim finalizando sua apresentação.





















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.