quinta-feira, 19 de julho de 2018

Parnamirim: audiência pública discute Central de Regulamentação

Nesta terça-feira (17), no plenário Dr. Mário Medeiros, a Câmara Municipal de Parnamirim realizou uma audiência pública para debater a atual situação da Central de Regulação do município.
De proposição da mesa diretora da Câmara, a audiência foi solicitada pelo Conselho Municipal de Saúde, através do ofício nº 007/2018. A ação foi presidida pelo presidente da casa legislativa, vereador Irani Guedes (PRB) e contou com a participação de representantes das áreas da saúde, assistência, Ministério Público do Trabalho e do próprio legislativo. 

A presidente do Conselho Municipal de Saúde de Parnamirim, Sandra Venceslau, justificou sobre a importância da Central de Regulação na gestão da saúde do município, “A Central chegou ao município para auxiliar as demandas reprimidas e conduzir os caminhos da saúde em Parnamirim, pois temos uma demanda cada vez maior frente aos serviços disponibilizados e a Central é a ferramenta indispensável para organizar estes atendimentos”, frisou.
O coordenador da Central de Regulação, Diogo Alcântara, durante sua fala na tribuna, pôde esclarecer os processos que dizem respeito à fila de agendamentos dos atendimentos. Segundo ele, há inúmeras solicitações para que se crie um meio de transparência com o intuito de esclarecer os posicionamentos dos pacientes na fila de atendimento.
“Seguimos as diretrizes do sistema do ministério da Saúde, o SISREG. O próprio sistema enfileira os pacientes solicitantes de acordo com suas prioridades e nós ainda não temos essa gerência para demonstrar estas posições, até porque, somando todos os serviços, temos uma marca que ultrapassa os cinco mil atendimentos.

Encaminhamentos
Ao final do debate, alguns encaminhamentos foram propostos, como: a estruturação da saúde do trabalhador municipal e integração de comissões da Câmara e conselhos municipais de saúde. 
Puderam, também, contribuir no debate o Dr. Luiz Fabiano, Procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho da 21ª Região e a senhora Karla Falcão, representando o Conselho Estadual de Saúde e as vereadoras Professora Nilda (PRP) e Ana Michele (PT) – esta última assumiu a condução da audiência durante a discussão. 
Fonte: Assessoria da PMP



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.