quarta-feira, 10 de abril de 2013

AL debate direitos humanos dos funcionários da saúde

Na tarde desta terça-feira, 09, o SOERN, através da iniciativa do SINMED, com a adesão de diversas entidades, entre elas, a Ordem dos Advogados, o Conselho Estadual e Municipal de Saúde, o Conselho Regional de Enfermagem e Sindicato dos Radiologistas participaram de uma Audiência Pública de propositura do deputado estadual Fernando Mineiro, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, para discutir sobre a saúde no Estado e sobre os direitos humanos.



A mesa teve a participação da representante da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, advogada da União, Aline Albuquerque de Santana, Maria Aparecida de Sousa que representou o secretário de saúde do Estado, o presidente do SINMED, Dr. Geraldo Ferreira, o presidente do SOERN, Dr. Ivan Tavares, representando a OAB, Dr. Alejandro Rendon, do CRM, Dr. Jeancarlo Fernandes, o secretário de saúde do município, Cipriano Maia e o deputado estadual, Fernando Mineiro.


A advogada da união Aline Albuquerque Santana da Silveira especialista no tema e lotada na Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República falou que cada vez mais é preciso se aprimorar sobre saúde e direitos humanos. “A saúde é um dos principais fatores que propiciam a vida digna, os Direitos humanos e a saúde implicam em bens, serviços e estabelecimentos para a população”, ressaltou ao completar que isso tudo é dever do estado e o profissional precisa ter condições favoráveis de trabalho.


A representante do secretário de saúde do estado, Maria Aparecida de Sousa assumiu o estado de guerra e explicou que o secretário sabe a real situação. “É uma questão a longo prazo e que não vai ser em um passe de mágica que será resolvido, mas estamos nessa luta e empenhados em reverter essa situação”, disse.


O presidente do SINMED, Dr. Geraldo Ferreira agradeceu a prontidão do deputado Fernando Mineiro e disse que se assusta no descaso com os direitos humanos no RN e questionou a forma que os profissionais são tratados e taxados de culpados pela situação. “Não somos culpados, a culpa é dos governantes”, declarou.


O presidente do Conselho Regional de Odontologia, Dr. Jaldir Cortez, fez uso da palavra, reforçando a adesão e a fiscalização do CRO, na luta pela dignidade dos trabalhadores.


Dr. Ivan Tavares, presidente do SOERN, lembrou das dificuldades enfrentadas pelos profissionais da área da saúde em seu dia a dia de trabalho. “Precisamos trabalhar em um ambiente com qualidade para ter um serviço eficaz e assim  respeitar os direitos humanos”, disse o representante dos CD’s que ainda aproveitou a oportunidade para entregar as propostas do sindicato.


No encerramento da audiência, o deputado Fernando Mineiro disse que o conjunto de questões levantadas durante os debates será encaminhado à Assembleia Legislativa, ao governo do Estado, prefeitura de Natal e  aos órgãos responsáveis pela saúde pública.












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.