quarta-feira, 26 de junho de 2013

CROSP denuncia à ANVISA comércio virtual de produtos ortodônticos e faz alerta à população


O CROSP encaminhou na última sexta-feira, 21 de junho, ofício a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) denunciando o comércio de produtos ortodônticos de uso exclusivo de cirurgião-dentista através da Internet. Ligaduras elásticas, fios ortodônticos, cera de proteção e aplicador em aço inox estão sendo vendidos à população em geral sem qualquer indicação e controle profissional.
Estimulando o autotratamento, praticado em condições inadequadas de biossegurança, as lojas virtuais disponibilizam a venda de Kit para aparelhos ortodônticos, ignorando os possíveis danos aos usuários.
Muitas vezes motivados pela estética, as pessoas adquirem ligaduras elásticas e fios e fazem a troca sem comunicar ao cirurgião-dentista, atitude que em pouco tempo de uso pode gerar problemas sérios para as gengivas, além de perda óssea e, nos estados mais gravosos, até a perda dos dentes, prejuízos funcionais e estéticos que muitas vezes se tornam irreparáveis.
Devido ao risco a saúde que essa prática representa, o CROSP solicitou urgência da proibição dessa comercialização, enviando material que comprova a existência da mesma. Requereu também que a ANVISA publique Nota de Esclarecimento ao público leigo divulgando os perigos e prejuízos da utilização desses produtos sem aval e acompanhamento do cirurgião-dentista.
O CROSP alerta que cada paciente tem problemas odontológicos específicos que necessitam de tratamento diferenciado, os quais só podem ser verificados após o exame clínico realizado pelo cirurgião-dentista. A aquisição e uso dos Kits para aparelhos ortodônticos sem acompanhamento profissional pode causar danos à saúde bucal daqueles que aderirem ao autotratamento.
Fonte: CROSP

Curso de Odontologia Hospitalar teve aula sobre Cabeça e Pescoço

Na última sexta-feira o Curso de Odontologia Hospitalar, realizado pelo SOERN nas dependências do CRO/RN, trouxe para sala de aula  os médicos especialistas em Cabeça e Pescoço, Luis Eduardo Barbalho e Fernando Pinto para falarem sobre o assunto aos presentes. O curso ainda teve a participação da fonoaudióloga Elizabeth Montenegro que falou sobre o método Padovan.


O assunto relevante ao curso chamou atenção e tornou a aula bastante interativa.

terça-feira, 25 de junho de 2013

Convenção Coletiva de Trabalho

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 
ENTRE O SOERN E O SINDESIND
(PROFISSÕES AUXILIARES)

CLÁUSULA PRIMEIRA - As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de junho de 2013 a 31 de maio de 2014;


CLÁUSULA SEGUNDA – ABRANGÊNCIA - A presente Convenção, aplicável no âmbito das empresas empregadoras circunscritas em todo o Estado do Rio Grande do Norte, abrangerá todos os empregados representados pelos Sindicatos acordantes, excetuando-se, apenas, os que estão em condições melhores das que as pactuadas;


PARÁGRAFO UNICO – São alcançados por esta Convenção Coletiva de Trabalho os empregados em Clínicas e Consultórios Odontológicos com CNPJ ou CEI;

                                                       

                                                             DATA BASE



CLÁUSULA TERCEIRA - Fica acordado que a data base da categoria profissional é 01 de Junho de cada ano;



                                                            PISO SALARIAL



CLÁUSULA QUARTA – Fica garantido para todos os trabalhadores, que exerçam atividades abrangentes entre os sindicatos acordantes o porcentual de 8% (oito por cento), para os seguintes salários:



PARÁGRAFO PRIMEIRO - Nenhum empregado poderá ser admitido, promovido ou permanecer no exercício de sua função, por salário inferior ao mínimo legal ou ao valor abaixo especificado;



NÍVEL I – Para os empregados exercentes das funções de ASG (Auxiliar de Serviços Gerais), Recepcionista, Telefonista, Secretária e Prestador de Serviços Externos, o salário será de  R$ 680,00 (Seiscentos e oitenta  reais);



NÍVEL II - Os empregados exercentes da função de ASB (Auxiliar de Saúde Bucal) o salário será de R$ 697,43 (Seiscentos e noventa e sete reais e quarenta e três centavos);



NÍVEL III - Para os empregados exercentes da função de  TSB (Técnico em Saúde Bucal) o salário será de R$ 704,44 (setecentos e quatro reais e quarenta e quatro centavos);



PARÁGRAFO PRIMEIRO - Os empregados que exercem funções de outra natureza e/ou percebem salário superior aos supracitados, farão jus ao reajuste salarial no porcentual de 8% (oito por cento) com as mesmas condições estabelecidas nesta Convenção;



JORNADA DE TRABALHO



CLÁUSULA SEXTA - Fica instituída a jornada de trabalho de 08 (oito) horas diárias, perfazendo uma carga horária semanal de 44 (quarenta e quatro) horas semanais, observando-se o horário de funcionamento da empresa ou profissional liberal empregador;



PARAGRAFO ÚNICO - Será permitida a contratação de empregados por horas trabalhadas, se observada a legislação trabalhista, com o conhecimento e homologação do contrato individual de trabalho pelo SINDESIND/RN.




segunda-feira, 24 de junho de 2013

ESCLARECENDO

NOTA 
DE 
ESCLARECIMENTO







 
É do conhecimento da Federação Interestadual dos Odontologista do Brasil – FIO e dos Sindicatos a ela filiados a existência e circulação nas redes sociais dos mais diversos argumentos, apontando como procedimento ilegal a cobrança da Contribuição Sindical aos profissionais liberais, todos fazendo referências a supostos Especialistas na área do Direito Trabalhista/Tributário, com o objetivo claro de confundir os contribuintes e, por conseguinte, desestabilizar as entidades sindicais.
Chegou ao conhecimento deste Sindicato, uma publicação assinada pelo suposto Advogado, Sr. Adriano Rufino, postada na página “BUSCANDO SEUS DIREITOS”, onde são feitas citações ao Sindicato dos Odontologistas do RN.
Compete-nos informar que desconhecemos qualquer demanda judicial contra este Sindicato que tenha como autor o suposto advogado, Sr. Rufino.
Existe sim, em tramitação junto à Justiça do Trabalho do RN, ação interposta por um Cirurgião Dentista do nosso Estado (RN), onde é questionada a cobrança da Contribuição Sindical, estando a referida ação já devidamente sentenciada e com resultado favorável a este sindicato, conforme poderá ser visto na página Eletrônica do Tribunal Regional do Trabalho do RN – www.trt21.jus.brNúmero Antigo – nº 00346- Ano 2013 – origem 005 – TRT 21 – Seq. 00.
                                                     Ivan Tavares de Farias Júnior
         Presidente do SOERN

sábado, 22 de junho de 2013

IMPERDIVEL: CURSO DE DOR OROFACIAL


ATENÇÃO: 
Os alunos do Curso de Odontologia Hospitalar promovido pelo SOERN e em andamento, terão desconto especial de 25% (Vinte e cinco por cento) na inscrição do curso, portanto, investirão, apenas,  R$150,00 (Cento e cinquenta reais).
Trata-se de uma excelente e imperdível oportunidade de conhecer os avanços nessa área que faz parte do cotidiano dos profissionais da Odontologia.

VAGAS LIMITADAS: 
Convém que os interessados façam a inscrição de imediato, pois a procura pelo Curso está sendo muito grande.



sexta-feira, 21 de junho de 2013

Reunião da FIO segue em seu segundo dia de encontro


O segundo dia da reunião da FIO, em Natal, iniciou com informes dados pelo presidente Wellington Mello (Lepe). Logo em seguida, o conselheiro do Conselho Federal de Odontologia - CFO, Eimar Lopes , agradeceu a oportunidade de  participar do encontro e citou o presidente do SOERN, Ivan Tavares, como responsável pela projeção do sindicato do estado no Brasil. "Muito do que sou devo a Ivan, que sem dúvida é o responsável pelo baluarte que hoje nós representamos no país", disse.
Ainda nesta manhã, o vereador da cidade do Natal, Hugo Manso (PT), falou aos presentes sobre a importância da participação nos projetos de leis e ainda citou um exemplo local, sobre um projeto, que não possui participação das pessoas e mesmo tendo maioria na câmara não consegue ser aprovado. O projeto de lei é de autoria do vereador e ex-deputado estadual Luis Almir e trata da participação de cantores locais em shows de artistas nacionais e que prevê um cachê de 10% sobre o cachê dos nacionais. "O passo seguinte da democracia é a participação, o sucesso de ontem foi um cartaz que pedia a participação das pessoas, que deixassem a internet e viessem para as ruas", finalizou o vereador ao citar um exemplo do manifesto nacional em Natal.
A primeira etapa da reunião deste 2º dia foi encerrada após uma apresentação da Diretoria de Comunicação da FIO com sugestões e estratégias de comunicação aos diretores dos sindicatos.
O período da tarde será dedicado a discussão de pautas internas.








quinta-feira, 20 de junho de 2013

Na tarde do 1º dia de reunião da FIO projetos de leis são temas de assembleia

Em continuação a reunião da Fio, uma Assembleia Geral Ordinária ocorreu na parte da tarde e teve como pauta projetos de leis que abordam o piso salarial, aposentadoria, carga horária, tabela de honorários e carreira de estado.

Na ocasião, o presidente do SOERN, Ivan Tavares, o presidente da FIO, Wellington Melo Lepe, o presidente do Conselho Regional dos Odontologistas, Clemente Galvão Neto e todos os representantes das entidades do Brasil ( RN, MG, AM, MS, DF, GO, AC, SE, ES e Ap) aproveitaram o momento para traçar novos planos e estratégias  para essas leis entrarem em vigor.

No final, teve uma palestra cultural sobre a Cidade de Natal: “O Brasil da II Guerra Mundial: Natal o Trampolim da Vitória”, ministrada pelo jornalista Leonardo Dantas e o pesquisador Fred Nicolau. “Iremos ter a oportunidade de mostrar para os presentes, que a segunda guerra mundial trouxe desenvolvimento para a o Rio Grande Norte na área da saúde”, enfatizou o jornalista Dantas.

Após a palestra os representantes tiveram um happy hour com a presença dos cantores Reinaldo Azevedo e Francisco Júnior.



FIO em Natal discute contratação de estrangeiros e prega participação da categoria de movimentos

Hoje pela manhã (20), no Rifóles Praia Hotel teve início a reunião da Federação Interestadual dos Odontologistas – FIO- para votar em assembleia diversos assuntos, entre eles: Odontologia e SUS, Projetos de Lei, Piso salarial, Odontologia do Trabalho, Tabela de Honorários e Carreira de Estado.
Estiveram presentes presidentes de sindicatos e representantes de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Amazonas, Amapá, Sergipe, Roraima, Ceará, Goiás e Acre.
O presidente da FIO, Wellington Melo Lepe conduziu a pauta da reunião que consistia também em apresentação dos balancetes trimestrais dos sindicatos, demonstrativo de recolhimento por Estado e seus informes. 
A última reunião aconteceu em Brasília, onde também discutiram e deliberaram algumas propostas.
Na oportunidade comentou-se sobre o processo de reeleição da FIO e dos sindicatos filiados que acontece ainda este ano.
Wellington abriu a reunião falando sobre o trabalho que a Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados- CNTU tem realizado. “A CNTU é uma entidade que tem feito um trabalho importantíssimo com palestras, cursos e sempre com palestrantes e professores de alto nível de conhecimento. Além disso, em seu conselho consultivo fazem parte, pessoas renomadas e de alto gabarito”, ressalta e aproveita para fazer um convite aos presentes que participem do curso de formação sindical que acontecerá em Belém.
Além disso, três nomes foram colocados em votação para receber uma homenagem da FIO que foram: Maria Helena Machado, Ana Estela Hadadd e Volney Garrafa.
Outro assunto bastante discutido foi à questão da contratação de médicos estrangeiros. O presidente do Sindicato dos Odontologistas – SOERN, Ivan Tavares falou sobre a necessidade de fazer um documento oficial que deixe claro os problemas que a nossa categoria está enfrentando com relação aos planos de saúde. “Temos que aproveitar o momento de manifestações e nos mobilizar, pois o que a população quer é mais saúde. Acredito que podemos levar para Brasília as nossas propostas. Precisamos tomar uma medida efetiva e tentar despertar nos estudantes e profissionais a necessidade de reivindicarem os seus direitos”, reforçou Ivan Tavares. A proposta foi aceita por unanimidade pelos presentes.
A Comissão Nacional de Convênio e Credenciamento aproveitou o momento e falou de suas ações em âmbito nacional. Realização de reuniões interativas que são inseridas em grandes eventos nacionais, como cursos, congressos e palestras.
Os presentes assinaram duas atas que marcavam a alteração na composição do conselho da FIO com a inclusão de novos sindicatos filiados. 






quarta-feira, 19 de junho de 2013

Ministério da Saúde redefine regras para atendimento domiciliar pelo SUS

Retirada do critério populacional como fator excludente universaliza a possibilidade de integração ao Programa Melhor em Casa

No dia 28 de maio, o Ministério da Saúde redefiniu as regras para atenção domiciliar pelo Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com decisão publicada no Diário Oficial da União, todos os municípios que hoje têm população igual ou superior a 20 mil habitantes poderão aderir ao Programa Melhor em Casa, iniciativa do MS lançada em novembro de 2011 para ampliar o atendimento domiciliar.

A atenção domiciliar consiste em modalidade de atenção à saúde substitutiva ou complementar às já existentes, caracterizada por um conjunto de ações de promoção, prevenção e tratamento de doenças e reabilitação prestadas em domicílio, com garantia de continuidade de cuidados e integrada às redes de atenção à saúde. 

Através do Sistema Único de Saúde (SUS), pessoas com dificuldade ou impossibilidade física de locomoção até uma unidade de saúde (idosos, pacientes crônicos sem agravamento ou pacientes pós-cirúrgicos) contam com a assistência feita por Equipes Multiprofissionais de Atenção Domiciliar (EMAD), constituídas por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeutas, e por Equipes Multiprofissionais de Apoio (EMAP), que incluem cirurgiões-dentistas, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos, farmacêuticos, etc. 

Segundo o Ministério, a medida prevê reduzir a demanda por internações, humanizar o atendimento básico à saúde e desocupar os leitos hospitalares, proporcionando um melhor atendimento e regulação dos serviços de urgência dos hospitais.

De acordo com o conselheiro do Conselho Regional de Odontologia do Estado de São Paulo (CROSP), Marco Manfredini, “a adoção desse Programa pelos municípios deverá ampliar o mercado de trabalho para o cirurgião-dentista”. 
O CROSP, representado pela figura do presidente Cláudio Miyake, está encaminhando ofícios para os 645 municípios paulistas e para a Secretaria Estadual da Saúde solicitando a implantação imediata do Programa no Estado de São Paulo.

O Ministério da Saúde institui o incentivo financeiro de custeio mensal para manutenção do SAD.

A organização da atenção domiciliar é organizada em três modalidades. Ao cirurgião-dentista, interessam as modalidades dois e três (AD2 e AD3, respectivamente), nas quais a prestação de assistência à saúde prevê a necessidade de uma EMAP para dar suporte e complementar as ações de saúde da atenção domiciliar. Todos os municípios com uma EMAD implantada poderão implantar uma EMAP; e, a cada três EMAD a mais, será possível implantar mais uma EMAP.

Uma EMAP será constituída por no mínimo três profissionais de saúde de nível superior, com carga horária semanal mínima de 30 horas, eleitos entre as seguintes categorias: cirurgião-dentista, assistente social, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, psicólogo, farmacêutico e terapeuta ocupacional. 

O manual instrutivo para adesão ao Programa Melhor em Casa pode ser obtido no site www.saude.gov.br/dab. O Ministério da Saúde também tem proposto estratégias de apoio aos municípios e estados, em uma construção compartilhada dos desenhos organizativos dos serviços de atenção domiciliar. 


RN agora possui Comissão Estadual de Convênios e Credenciamentos (CECC)

  No último dia 11 de junho, no auditório do Conselho Regional de Odontologia, com a presença dos Presidentes do SOERN, Dr. Ivan Tavares de Farias Jr., da ABO-RN, Dr. Pedro Alzair Pereira da Costa e do CRO_RN, Dr, Jaldir da Silva Cortez, além de outros colegas interessados no evento, foi instalada a Comissão Estadual de Convênios e Credenciamentos (CECC), no Rio Grande do Norte. A comissão é composta pelos Cirurgiões dentistas representantes das entidades:
CRO-RN - Titular - CD - Emerson Pimentel de Melo; 
         Suplente- CD - Arcelino Farias Neto.
             ABO-RN - Titular - CD - Ivanóide Maia de Oliveira;                                     
Suplente - CD - Pedro Alzair Pereira  da Costa.
      SOERN- Titular - CD -José Ferreira Campos Sobrinho; Suplente CD - Humberto Dantas.
            A Presidência da Comissão ficou a cargo do CD José Ferreira Campos Sobrinho e na ocasião foi distribuído o regimento interno da Comissão Nacional e da CECC.
A finalidade da CECC é intermediar as ações locais com o planos de saúde e outros prestadores de serviços de saúde com a Comissão Nacional. Na próxima reunião será traçado o planejamento estratégico para as ações da Comissão.
  Diretoria SOERN
José Ferreira Campos Sobrinho
                                                     

domingo, 16 de junho de 2013

Mesa redonda discute piso salarial e valorização do profissional

Na última sexta-feira,14, o presidente do SOERN, Ivan Tavares participou do IV Ciclo de Atualização Cientifica  da Grande Natal e 1ª Região de Saúde, juntamente com Eimar Lopes, representando CFO, Vânia Eloisa Araújo do SOMGE,   FIO, Alexander Nunes, OAB.
Os participantes compuseram uma mesa-redonda, organizada por José Campos, que abordou  o tema: “Garantia do Cirurgião Dentista: meandros e efígie da legislação vigente”.
Eimar Lopes falou sobre os direitos, garantias e deveres dos cirurgiões dentistas no que diz respeito à legislação dos Conselhos, no âmbito regional e federal, além de chamar atenção para os códigos de ética e do consumidor, este último, alertando sobre o perigo de fazer a propaganda  utilizando  a estratégia do antes e depois,  destacando a importância da parceria entre o sindicato. ”Diante da ilegitimidade ativa dos CRO’s, em determinados assuntos, torna-se impossível à ação direta, porém através de parcerias, a exemplo como o Sindicado dos odontologistas sobre piso e vínculos empregatícios, é possível propor mudanças”, salientou.
Vânia Eloisa Araújo abordou a situação atual dos cd’s, exibiu pesquisas com a apresentação do perfil e a precariedade da categoria, baseado em pesquisas da USP sobre o “Perfil”, e outra do Observatório de Recursos Humanos NESCOM sobre Mercado de Trabalho. Outros pontos apresentados foi a questão da unificação do piso salaria e condições salariais. “A FIO,
com os demais sindicatos, estabelece o piso salarial de R$ 9.813,00 para que haja dignidade aos cd's”, disse.
Ivan Tavares iniciou sua apresentação de forma impactante, exibiu um vídeo sobre uma situação polêmica envolvendo uma cirurgiã dentista na morte de uma jovem ao fazer a extrações dos sisos. O vídeo foi para mostrar que cirurgiões dentistas trabalham na rede pública realizando suas obrigações civis, sem nenhuma condição e citou a cidade de Parnamirim, onde mais de 90% dos profissionais atuam sem carteira assinada, recebendo um salário aviltante. Outro ponto importante abordado foi à efetivação sindical, com a participação de todos, e, que contribui para as lutas do sindicato, em especial a participação dos jovens, ausentes dos manifestos. “Nós estamos brigando, por um projeto que surgiu aqui de Natal, e que despertou a curiosidade do país, porque o médicos iniciaram esse movimento, e nós entramos juntamente, baseado na Lei de 61, que prevê três salários mínimos aos médicos e aos dentistas, e através de uns cálculos baseado na inflação até 2010, chegaram em R$ 9.813,00, mas devido a uma baixa autoestima não conseguimos emplacar em alguns estados” finalizou ao informar o valor atualizado na luta do piso de R$ 10.412,00, já em negociação com o município e o estado.













quarta-feira, 12 de junho de 2013

SOERN EM AÇÃO


Na luta pelo cumprimento dos direitos e melhorias à categoria, o SOERN, através de sua diretoria participa dos seguintes eventos durante o mês de junho:
Na terça-feira,11, participou de uma reunião com Mesa Municipal de Negociação Permanente sobre o SUS Natal, na Secretaria de Municipal de Saúde.
Ainda na terça-feira,11, os diretores Humberto Dantas e José Campos participaram da reunião de implantação da CNCC-RN com a participação de todas as entidades odontológicas para estabelecer parâmetros sobre os honorários dos profissionais relacionados a credenciamentos e convênios.
Nos dias 13 e 14, o presidente Ivan Tavares ministrará uma palestra no IV CICLO DE ATUALIZAÇÃO CIENTÍFICA DO CRO no PRAIAMAR Hotel. Na ocasião o vice-presidente Edson Cirilo representará o SOERN
No dia 18, às 9h, acontece uma reunião Extraordinária da Mesa de Negociação do Estado .
No dia 19,às 17h, o diretor Flávio Calife irá representar o SOERN na reunião da OAB  para tratar sobre a organização de um ato público em repúdio a falta de segurança aos profissionais liberais.

Nos dias 20 e 21, o SOERN recebe em Natal  representantes das entidades todos os estados  para a REUNIÃO DA FIO.

I Curso de Iniciação ao Exercício Profissional da Odontologia

Local: Auditório da Associação Brasileira de Odontologia do RN
Dias: 13 e 14/06/2013 (19h às 21h30)
Coordenação: Prof. Gustavo B. Guedes Emiliano
Objetivo: Apresentar aos acadêmicos e aos Cirurgiões-Dentistas informações complementares inerentes ao início da atividade profissional por meio de um ciclo de palestras interativas com profissionais experientes em diversas áreas da Odontologia.
6° Módulo – 13/06/2013 (19h às 21h30)
- É viável me cooperar e me credenciar? Cooperativas e Planos Odontológicos.
- Previdência Pública ou Privada. Já é tempo de pensar?!
7° Módulo – 14/06/2013 (19h às 21h30)
- Formação Generalista ou com Visão de Especialista? Desafios no ensino de graduação.
- Pense diferente! Empreendedorismo para Cirurgião-Dentista.
Inscrições:
Secretaria da ABO-RN. Telefone (84) 3222-3812 (Vagas Limitadas)
Informações:
Telefone – (84) 9906-9514

A receita do curso será integralmente revertida para a estruturação do Museu de Antropologia Forense e Odontologia Legal do Rio Grande do Norte. 

CRO-SP anuncia medidas de segurança para o cirurgião-dentista


Presidente do CRO-SP, Cláudio Yukio Miyake, na entrevista coletiva
Diante dos dois casos de assaltos a dentistas paulistas,que acabaram na morte dos profissionais de forma brutal, com queima dos corpos, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo vai lançar a partir do dia 17 de junho um serviço de disque-denúncias gratuito (0800 700 5572) que funcionará em todo o Estado de São Paulo.
A finalidade do serviço é minimizar a ocorrência de casos de violência contra os profissionais de odontologia que sofrem assaltos em seus consultórios e clínicas.
O CD poderá ainda utilizar um aplicativo de socorro conectado a uma rede social e a um grupo de amigos e familiares para ser acionado em caso de ameaça.
O pacote de medidas de segurança foi lançado nesta sexta-feira, 7, pelo CRO-SP, com o apoio de entidades odontológicas como a Associação Brasileira de Odontologia (ABO Nacional), Associação Brasileira de Cirurgiões-dentistas (ABCD) e Associação Paulista de Cirurgiões-dentistas (APCD). Também foi lançada uma cartilha com dicas de segurança.

As medidas foram apresentadas pelo presidente do CRO-SP, Cláudio Miyake, para evitar que nos casos de violência contra os CDs não se repitam. “Não queremos e nem vamos substituir o papel da polícia, mas desejamos evitar que novos casos como dos dois cirurgiões-dentistas queimados em São Paulo sejam registrados. Queremos alertar o profissional para cuidados básicos e adoção dos protocolos de segurança que estão na cartilha. E vamos continuar cobrando ações preventivas dos órgãos públicos responsáveis. Queremos tranquilidade para trabalhar nos consultórios”, disse Miyake em entrevista coletiva.
Medidas de segurança
Os cirurgiões-dentistas poderão baixar gratuitamente no site do CRO-SP (www.crosp.org.br) o aplicativo de segurança
Agentto, disponível para smartphones (com tecnologia iOS, Android e Windows Phone), tablets e computadores.
A função do aplicativo é permitir que a vítima de assalto possa alertar com um clique seus familiares e amigos – ou, no caso, a rede social criada pelo CRO-SP com profissionais da área – de que estão sendo alvo de algum crime e que precisam de socorro.
“O aplicativo não está ligado à polícia, e sim a uma rede de amigos e familiares que serão escolhidos pelo cirurgião-dentista. Com apenas um clique é possível alertar as pessoas em caso de perigo”, explicou Sérgio Paim, um dos criadores da ferramenta.

O CRO-SP está disponibilizando no seu site também uma 
cartilha com dicas de segurança para o CD se prevenir de ataques de bandidos.
“Nossa intenção é dar mais segurança para o profissional, que está muito vulnerável nos últimos tempos. Muitos consultórios não contam com seguranças e câmeras, por exemplo. A cartilha dá dicas de como atender os pacientes, como deve montar o seu consultório para evitar que pessoas estranhas tenham acesso a ele. Também colocamos alguns pontos relacionados à contratação de secretárias. São cuidados simples que podem evitar que tragédias aconteçam”, explicou o presidente do CRO-SP.
O CRO-SP esclarece que o seu disque-denúncias não tem como função substituir o 190 da Polícia, nem tampouco oferecer socorro imediato às vítimas. O objetivo do serviço é reunir mais relatos de casos e entregar as estatísticas e informações à Polícia Civil, para que novas medidas de segurança sejam tomadas pelas autoridades.

Números de crimes contra o CD
Depois do assassinato de Cinthya Magaly Moutinho de Souza, em abril, em São Bernardo do Campo, o CRO-SP criou um canal de comunicação (vamosnosproteger@crosp.org.br) para receber as denúncias de violência contra profissionais e encaminhar os dados à Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP).
Do início de maio até agora, o serviço recebeu 65 relatos de assaltos a clínicas e consultórios odontológicos, sendo que 65% ocorreram na capital paulista e na Grande São Paulo, enquanto no interior foram 35%.
Para o presidente do CRO, com base nos dados recebidos, a maioria dos crimes poderia ter sido evitada, pois os criminosos se aproveitaram da vulnerabilidade dos locais.
FONTE: CRO/SP