quinta-feira, 25 de novembro de 2010

ODONTOLOGIA POTIGUAR ESTÁ DE LUTO!

Faleceu o Dr. Clemente Galvão Neto, 1º presidente do CRO-RN, na tarde de quarta-feira, 24.11, Professor aposentado da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).


Ele tinha 86 anos e estava internado desde a semana passada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital São Lucas, em Natal.

O corpo do Doutor Clemente está sendo velado no auditório da Academia Norte-Riograndense de Odontologia, no bairro do Tirol.

Muitos cirurgiões-dentistas, amigos e parentes do professor aposentado estiveram na noite de quarta-feira na Academia para o velório.

Antes do enterro, nesta quinta-feira, 25.11, às 15 horas, na própria Academia, o arcebispo Emérito de Natal, Dom Heitor, fará uma cerimônia religiosa, a pedido da família, já que era um desejo do doutor Clemente ter o seu corpo encomendado pelo religioso.

Depois da breve cerimônia religiosa, o corpo será levado para sepultamento no cemitério do Alecrim, às 16 horas.

Segundo os familiares, o doutor Clemente foi internado inicialmente por problemas coronários, e depois teve complicações renais e pulmonares.

Para o presidente do CRO-RN, Eimar Lopes, que no sábado passado esteve no hospital São Lucas para visitar o doutor Clemente, e conversou com familiares, “a Odontologia potiguar está de luto pela perda de um profissional que sempre honrou a profissão de cirurgião-dentista e foi referência para centenas de seus alunos que aprenderam com o mestre.

“A história do doutor Clemente se confunde com a história da odontologia do Rio Grande do Norte. Ele foi um ícone, um dos batalhadores pela criação e consolidação do curso de Odontologia da UFRN”, declarou o presidente do CRO-RN.

“O doutor Clemente deixa um legado de muito trabalho e realizações em prol da odontologia potiguar e nacional, onde foi vice-presidente do Conselho Federal de Odontologia (CFO). Ele vai deixar uma lacuna na odontologia”, disse Eimar Lopes.

Com especialidades em Cirurgia Buco Maxilo Facial e Radiologia, o doutor Clemente foi professor do departamento de Odontologia da UFRN.

Ele estava aposentado, mas mantinha uma rotina diária no Museu da Odontologia que ele instalou anexo à Academia Norte-Riograndense de Odontologia.

Ali ele recebia amigos e alunos de odontologia que iam visitar o museu que tinha o nome do seu pai, o doutor Solon de Miranda Galvão.

Com o apoio de outros colegas dentistas, o doutor Clemente foi um dos batalhadores pela instalação em 10 de junho de 1967 do Conselho Regional de Odontologia do Rio Grande, que inicialmente começou a funcionar na sede da Associação Brasileira de Odontologia (ABO-RN).

O doutor Clemente foi o primeiro presidente, com a inscrição RN–CD 01, e a sua diretoria tinha os cirurgiões-dentistas Yara Silva (Secretária), Kerginaldo Gomes Trigueiro (Tesoureiro), Geraldo Bezerra de Melo e Jessé Dantas Cavalcante (vogais).

Viúvo, o doutor Clemente deixa quatro filhos, cinco netos e dois bisnetos.

FONTE: Assessoria de Imprensa do CRO-RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.